Dados sobre o Jabaquara (2000).

Introdução

  A região administrativa do Jabaquara (AR-JA) foi recentemente criada através do Decreto nº33.741, de 20/10/1993, sendo constituída pelo distrito municipal do Jabaquara (desmembrado da região administrativa de Vila Mariana) e por parte do distrito municipal do Campo Belo (que no texto será designado como Campo Belo-b), desmembrado da região administrativa de Santo Amaro. A superfície total da região é de apenas 17,7 km2, já inteiramente urbanizados e dos quais cerca de 4/5 (14,1 km2) correspondem à área do distrito do Jabaquara. Localizam-se dentro dos limites da AR-JA alguns pontos de referência urbanos importantes, como o aeroporto de Congonhas, o pátio de manobras da linha Norte-Sul do metrô e as instalações da Secretaria Estadual de Agricultura, anexas ao Parque do Estado.

Os limites da região são assinalados por avenidas e vias expressas de destaque no sistema viário metropolitano. Assim, a divisa com a região administrativa de Vila Mariana, situada ao norte, é feita pelas avenidas dos Bandeirantes e Afonso d’Escragnole Taunay, ambas, integrando o mini-anel viário de São Paulo. O limite com a região administrativa do Ipiranga, situada a leste, é definido pela rodovia dos Imigrantes e por um pequeno trecho da avenida Miguel Estéfano. Ao sul e a oeste, situa-se a região administrativa de Santo Amaro, e os limites são definidos pela avenidas Vereador João de Luca (que é parte do anel viário da capital, ainda não inteiramente implantado) e pela avenida Washington Luiz.

Quanto aos aspectos topográficos, vale citar a presença de vertentes com forte declividade na porção sul do distrito do Jabaquara, área em que os padrões de ocupação não raro são inadequados à topografia e que, por esta razão, expõem os moradores a riscos de desabamentos. Quatro cursos d’água formam o sistema de drenagem na região: os córregos Traição, Águas Espraiadas e do Cordeiro (afluentes do rio Pinheiros) e o córrego do Ipiranga, afluente do Tamanduateí. O divisor de águas entre as bacias do Pinheiros e do Tamanduateí é assinalado aproximadamente pelo traçado da avenida Eng. Armando de Arruda Pereira e constitui o prolongamento, na direção sul, do “espigão central” de São Paulo. Sobre duas ramificações principais desse divisor localizam-se, respectivamente, o aeroporto de Congonhas e a avenida Santa Catarina.

Na tabela a seguir são apontados os totais de população, por distrito municipal, referentes a estimativas elaboradas pela Sempla/Deinfo revistas para 1993, e que integram a Base de Dados pare Planejamento desse órgão. A estrutura de renda espelha os dados colhidos na pesquisa Origem/Destino realizada em 1987 pela Cia do Metropolitano de São Paulo. Cabe ressaltar que para Campo Belo- b a estrutura de renda apontada corresponde à da zona homogênea O/D nº 58, e não a que se refere ao distrito municipal do Campo Belo em seu conjunto. Isso se deve à diferenciação interna do padrão sócio econômico observada nesse distrito (Campo Belo-b corresponde àquela porção em que é menor o padrão de renda familiar).

Jabaquara Livre

***

Administração Regional do Jabaquara

População, densidade demográfica e renda familiar, por Distrito:

Distrito Municipal População N.A. % Densid. Demogr.

Faixas de Renda

Até 4 4a8 8a15 15a30 30 <
Renda Média
Campo Belo-b

43271

14,3

227

18,0 19,1 23,7 23,0 16,2

15,8

Jabaquara

259828

85,7

185

25,9 24,3 19,9 20,4 9,6

12,3

Total AR.JA

303099

100,0

190

24,8 23,6 20,4 20,8 10,4

12,8

Mun. S.P.

11879249

100,0

134

18,9 26,1 25,5 19,2 10,4

12,8

Fonte:    Sempla/Deinfo. BDP – Base de Dados para Planejamento, estimativas revistas para 1993.

Obs: Renda Familiar Média expressa em salários mínimos de set. 1987 (SM = US$ 50). Densidade demográfica da área urbanizada, em habitantes por hectare.

*   Exclui-se a área ocupada por Congonhas (172,3 ha) no cálculo das densidades de Campo Belo e da AR-JA.

 

 

     A população estimada para a região administrativa é de pouco mais d 300.000 habitantes, 85,7% deles vivendo no distrito do Jabaquara (lembre-se que este distrito ocupa cerca de 80% da superfície da região). A densidade demográfica média para o conjunto da AR-JA de 190 hab./ha, mas a tabela mostra grande diferenciação entre os dois distritos: 185 hab./ha no Jabaquara e 227 hab./ha no Campo Belo-b. Além de eventual desvio provocado pelo critério de cálculo (excluiu-s de Campo Belo-b a área não habitada correspondente a Congonhas; no caso do Jabaquara, por não dispormos dos dados, não foram subtraída as áreas não habitadas correspondentes ao pátio do metrô e à instalações da Secretaria Est. da Agricultura), razões como a maior incidência de edificações não residenciais no distrito de Jabaquara e a presença de uma grande favela de fundo de vale no distrito de Campo Belo-b explicam aquela diferença (a verticalização no uso do solo ainda é um fenômeno pontual nos dois distritos).

 

A renda familiar média observada no conjunto da região administrativa equivale àquela verificada para o Município (12,8 salários mínimos). Evidencia-se, no entanto, uma clara diferença quanto à distribuição espacial dos vários segmentos de renda no interior da região. No distrito de Campo Belo-b o padrão de renda média é mais elevado (15,8 SM) que no• do Jabaquara (12,3 SM), onde predominam os estratos de baixa renda. Neste último distrito, mais da metade dos habitantes (50,2%) pertencem a famílias com renda mensal inferior a 8 SM (contra 37,1% no distrito de Campo Belo-b), sendo que mais de 114 do total (25,9%) mantêm um padrão de renda inferior a 4 SM mensais. O peso percentual relativo dos segmentos de rendas média e alta se invertem nos dois distritos, pois 23,7% dos habitantes de Campo Belo-b têm renda entre 8 e 15 SM e 39,2% têm renda familiar superior a 15 SM, enquanto no Jabaquara esses percentuais caem, respectivamente, para 19,9% e 30,0% dos habitantes do distrito. Quando em comparação ao que se verifica no Município ou mesmo na região metropolitana, observa-se que a participação percentual dos estratos de baixa renda na população é maior na AR-JA, conforme ilustra o gráfico a seguir.

 

 Fonte: BDP – Base de Dados para Planejamento, nov./1.992 . Sempla/Deinfo

 

Segundo dados do Cadastro de Favelas mantido por Sehab/Habi, com atualização relativa a Outubro de 1992, existem na AR-JA 94 favelas ou núcleos, com um total de 5.934 domicílios, para os quais se estima uma população de 32.162 habitantes. Encontram-seDo distrito~do Jabaquara 68% daqueles domicílios e percentual semelhante do total de seus habitantes. O vale do córrego Águas Espraiadas, nos dois distritos, apresenta a maior concentração de favelas da região.

A seguir, são apresentadas análises sucintas sobre as carências observadas em cada um dos setores sociais onde atua o poder público municipal, acompanhadas das respectivas listagens de equipamentos municipais existentes na região administrativa.

Município de São Paulo

Localização na Administração Regional do Jabaquara

 Jabaquara Livre
***

Bem Estar Social

Atendimento à Criança e ao Adolescente

O atendimento à criança e ao adolescente de famílias de baixa renda (O a 4 salários mínimos mensais) é realizado pela Secretaria Municipal da Família e Bem-Estar Social (Fabes), que mantém, sob administração direta ou através de convênios, redes de creches (atendendo, em horário integral, a crianças na faixa etária entre O e 6 anos e 11 meses) e de centros de juventude (que desenvolvem, fora do horário escolar, atividádes voltadas para crianças e adolescentes na faixa etária, entre 7 e 14 anos). A Fabes oferece ainda, para o mesmo segmento de baixa renda, mas tendo em vista um público de idades variadas, atendimento diversificado nos centros de convivência.

Para uma demanda potencial estimada em 8.677 crianças (a faixa etária aqui considerada restringe-se àquela de O a 3 anos e 11 meses, em vista da sobreposição existente entre creches e EMEIs para a faixa de 4 a 6 anos e 11 meses), são oferecidas pela rede municipal de creches dentro dos limites geográficos da AR-JA 2.283 vagas, 61,4% das quais mantidas pela rede conveniada de administração, enquanto 38,6% correspondem à rede direta. O nível de atendimento da demanda potencial para o conjunto da AR-JA (26,3%) é inferior ao estimado para o Município como um todo (34,6%). No entanto, a situação entre os dois distritos que compõem a região é bastante diversa: enquanto o índice de cobertura da demanda por creches atinge 48,2% em Campo Belo-b, no distrito do Jabaquara não ultrapassa os 24,3%. A demanda por creches na região se concentra no distrito do Jabaquara, o mais populoso e com o maior contingente de população com renda familiar na faixa de O a 4 salários mínimos mensais. Embora a maior parte das creches da região se localize no distrito do Jabaquara, o déficit local de vagas é de 6.011, o que corresponderia, para o atendimento de 100% da demanda estimada, à necessidade de instalação de 38 novas creches (padrão Fabes, com 160 vagas cada). No distrito de Campo Belo-b o déficit é de 383 vagas (2 novas creches necessárias), totalizando um déficit para o conjunto da AR -JA de 6.394 vagas (necessidade de 40 novas creches).

A demanda potencial para os centros de juventude é estimada em 10.850 crianças e adolescentes que, no entanto, podem contar com apenas 955 vagas oferecidas pela rede conveniada. O nível de atendimento resultante é de 8,8%, pouco inferior à média para o Município como um todo (10,3%). No entanto, o nível de atendimento da demanda entre os distritos é bastante diverso: 22,0% em Campo Belo e 7,6% no Jabaquara. O déficit de vagas se concentra no distrito do Jabaquara (9.203), onde também se concentra a demanda da AR-­JA. Em Campo Belo, o déficit de vagas é de 692, totalizando para o conjunto da região um déficit de 9.895. Nos limites geográficos da AR-JA não foi implantado nenhum centro de convivência.

Administração Regional do Jabaquara

Rede Municipal de Creches: População demandatária, atendimento e estimativa de déficit, por Distrito:

Distrito Municipal Demanda Potencial Equipamentos Rede Municipal Oferta de vagas Nível % de Atendimento Déficit de Vagas
Campo Belo-b

740

3

357

48,2

383

Jabaquara

7937

17

1926

24,3

6011

Total AR-JA

8677

20

2283

26,3

6394

Mun. S.P.

220693

658

76447

34,6

144246

Fontes:  Secretaria Municipal da Família e do Bem-Estar Social – Fabes – dez.1993 Sempla/Deinfo -Base de Dados para Planejamento – estimativa para 1993.

Obs: Demanda potencial: total de crianças entre O e 3 anos e 11 meses de idade, na faixa de renda familiar mensal entre 0 e 4 salários mínimos

 Jabaquara Livre
***

Administração Regional do Jabaquara

Rede Municipal de Centros da Juventude: população demandatária, atendimento e estimativa de déficit, por Distrito

Distrito Municipal Demanda Potencial Equipamentos Rede Municipal Oferta de vagas Nível % de Atendimento Déficit de Vagas
Campo Belo-b

887

3

195

22,0

692

Jabaquara

9963

8

760

7,6

9203

Total AR-JA

10850

11

935

8,8

9893

Mun. S.P.

326802

-19

33653

10,3

293149

Fontes: Secretaria Municipal da Família e do Bem-Estar Social – Fabes – dez.1993. Sempla/Deinfo -Base de Dados para Planejamento – estimativa para 1993.

Obs: Demanda potencial: total de crianças entre 7 e 14 anos e 11 meses de idade, na faixa de renda familiar mensal entre O e 4 salários mínimos

 Jabaquara Livre

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s